Thursday, November 26, 2009

Hoje de manhã saí muito cedo


.
Hoje de manhã saí muito cedo,
Por ter acordado ainda mais cedo
E não ter nada que quisesse fazer...
.
Não sabia por caminho tomar
Mas o vento soprava forte, varria para um lado,
E segui o caminho para onde o vento me soprava nas costas.
.
Assim tem sido sempre a minha vida, e
assim quero que possa ser sempre —
Vou onde o vento me leva e não me
Sinto pensar.
.
Alberto Caeiro, in "Poemas Inconjuntos"
Heterónimo de Fernando Pessoa

4 comments:

Lice Soares said...

Eis aí o mestre Caeiro!
Grande!
Parabéns pela escolha.Obrigada pela oportunidade de estar a lê-lo.
Bjs.

Anjo azul said...

Lindo este seu cantinho!
parabéns, adorei o poema

AnjoAzul

Isabel said...

Lice, é sempre um prazer recebê-la no meu espaço!
Saudações poéticas

Isabel said...

Anjo azul, que bom recebê-lo no meu cantinho!
Obrigada!
Isabel