Thursday, April 29, 2010

Se eu fosse malmequer...





Se eu fosse malmequer


Mal me querias bem


Me querias porque flor


Seria em tuas mãos




Mãos


Mãos tuas


Que me desfolhariam


Como se livro devorado


Página a página, amado,


Em tuas mãos aprovado




Malmequer amarelo


Branco ou sem cor


Desenhado num papel


Flor do amor


Sabor a mel






Quimera do elo


Do guerreiro


Que percorre o campo


À procura do malmequer


Bem me quer quer quer bem
.
Isabel Montes
Direitos de autor reservados


10 comments:

Machado de Carlos said...

Malmequer ou bem-me-quer. Sim ou não. Torço; tudo vai dar certo para o “sim”!
Obrigado pela visita e pelos comentários.
Um Grande abraço!

Wanderley Elian Lima said...

Olá Isabel.
Goste do jogo de palavras, deu ritmo ao poema.
Beijos

Alexandra said...

Quanta harmonia!
Parabéns e
boa sorte para a última pétala!

Beijinho,
Alexandra

António said...

Gostei imenso do teu poema!

Obrigado pela tua visita. Volta sempre...

Beijinhos
António

CamilaSB said...

O malmequer amarelo,
quer-lhe muito bem.
é um poema muito belo
Isabel, parabéns!

Primaveril, bonito e bem ritmado o seu poema.O brigado pela sua visita, volte sempre.

Assis Freitas said...

Serias flor também aos olhos, e todos os quereres. abraço

Luísa said...

Venho por bem, em folha de bem-me-quer!

Obrigada pela visita ao olhardeperto! Volte sempre pois será sempre muito benvinda!
Beijinho terno!

Úrsula Avner said...

Oi Isabel, prazer em conhecer seu adorável blog ! Bonito e delicado poema que traz os desafios do bem querer em versos aprazíveis. Agradeço sua amável visita e interesse em acompanhar o " Sempre Poesia ". Bj e um ótimo domingo.

tonhOliveira said...



Isabel

Obrigado pela visita no 6vqcoisa.
Não me leves a mal,
mas te quero bem, desde já!

Voltarei...

be:)os!

"Cantinho Poético" said...

“Se a Beleza sonhada é maior que a vivente,
dizei-me: não quereis ou não sabeis ser sonho?
Eu sou essa pessoa a quem o vento rasga”.

Cecília Meireles

Te desejo um Domingo de amor e paz!Beijos mil!